• Joseane Terto

Um jogo pode ser sério?

Atualizado: 30 de Set de 2019





O que define um jogo sério é o fato dele ser criado para um propósito que não é apenas divertir, no nosso caso é juntar a diversão com a alfabetização, que é o Mundo das Letras.


Games físicos são usados para educação pelo menos desde o século XX e se tornaram muito populares em salas de aula nos anos 60 e 70.


Nos anos 2000, o termo serious games passou a ser usado para designar jogos eletrônicos que ensinavam.


Esses jogos viraram tema de estudos de gente grande como o acadêmico Henry Jenkis, no respeitado MIT (Instituto de Tecnlogia de Massachusetts), e até um movimento liderado por David Rejecsk e Ben Sawyer.


No começo dos anos 2000, também, surgem os primeiros jogos jornalísticos (newsgames) criados por Gonzalo Frasca e Ian Bogost, que trazem uma pegada ativista forte.


Entre os jogos sérios de destaque estão o jogo da Anistia Internacional para Facebook, a iniciativa CityOne, da IBM, que pretendia lidar com sistemas complexos, o jogo de tabuleiro Freedom (em que os jogadores vivem abolicionistas no período da escravidão americana) e newsgames como Darfur Is Dying.

90 visualizações

Assine nossa newsletter e fique por dentro!

© 2019 por Apliqueducação.

CONTATO

WhatsApp: 11 99667 8051

E-mail: contato@apliqueducacao.com.br

  • LinkedIn ícone social
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram