• Joseane Terto

Podcast na sala de aula



As tecnologias digitais da informação e comunicação, também conhecidas por TDICs, têm alterado nossas formas de trabalhar, de comunicar, de relacionar e de aprender, sendo incorporadas às práticas docentes, alinhando o processo de ensino-aprendizagem à realidade dos estudantes e despertando o engajamento em todas as etapas da Educação Básica como meio para promover uma aprendizagem mais significativa.


As razões pelas quais as tecnologias e recursos digitais devem, cada vez mais, estar presentes no cotidiano das escolas, no entanto, não se esgotam aí.


Uma das razões é sem dúvida a promoção da alfabetização e o letramento digital, tornando acessíveis as tecnologias e as informações que circulam nos meios digitais e oportunizando a inclusão digital. Para esse objetivo destacam-se tanto as práticas com usos das TDICs como ferramenta para a construção de conhecimentos e aprendizagem, quanto como sendo a ferramenta o próprio objeto de exploração e estudo.


A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) contempla o desenvolvimento de competências e habilidades relacionadas ao uso crítico e responsável das tecnologias digitais tanto de forma transversal – presentes em todas as áreas do conhecimento e destacadas em diversas competências e habilidades com objetos de aprendizagem variados – quanto de forma direcionada – tendo como fim o desenvolvimento de competências relacionadas ao próprio uso das tecnologias, recursos e linguagens digitais.  

O Podcast


O termo podcast é a difusão via áudio de qualquer tipo de conteúdo num formato semelhante ao de um programa de rádio.


Os podcasts surgiu nos meados de 2004, na era do compartilhamento de mp3 e do nascimento do RSS para recebimento de conteúdo de sites. Hoje, na era do streaming e das popularização das plataformas digitais, o podcast têm se tornado cada vez mais acessível para o público, com o apelo de poder ser consumido a qualquer momento, podendo acompanhar o ouvinte à escola, nas tarefas domésticas etc, com menor consumo de internet se comparado a um vídeo do Youtube ou Netflix.


Outro fator determinante para sua expansão é a vasta gama de conteúdos disponíveis e variedade de formatos, não existe uma regra sobre qual o formato ideal e dessa forma, cada “podcaster” é livre para decidir pelo formato, tipo de conteúdo e duração dos podcasts.


O Nerdcast, um dos programas pioneiros no Brasil criado em 2006, é bastante popular até hoje com conteúdo voltado para cinema, jogos, história, literatura e quadrinhos.


O uso na educação


O podcast é uma ótima ferramenta para atender aos anseios dos jovens na educação, seja com a produção deles ou com a dos educadores, justamente por ser um formato digital dinâmico, sob demanda e de baixo custo: um smartphone provê ferramentas para gravar voz e aplicativos para edição simples.


Muitos alunos têm o costume de gravar o conteúdo das aulas para consulta e revisão posterior. Os áudios das aulas servem como material de apoio, porém, muitas vezes, têm qualidade ruim. Com um equipamento simples de gravação, o professor consegue capturar sua fala pelo microfone e disponibilizá-la de forma rápida e simples aos estudantes.


Nesse momento de pandemia, a prática pode ser utilizada para reduzir os impactos da falta de infraestrutura adequada para o acompanhamento das aulas, possibilitando que o aluno possa acompanhar as aulas posteriormente, com menor consumo de banda e com menos restrições em relação ao poder computacional dos smartphones e computadores de forma assíncrona.


As gravações em áudio são ótimas opções para quem tem alunos com deficiência visual ou visão comprometida, como uma alternativa mais acessível.

Produzir um programa da turma pode ser uma excelente forma de incentivar o trabalho interdisciplinar, em que cada disciplina contribua para o debate sobre um mesmo tema.


Tornar os alunos produtores de conteúdo é uma excelente forma de trabalhar o letramento digital e instrumentalizá-los, incentivando-os a deixarem a posição de consumidores dessas mídias e passarem a serem produtores de conteúdo, sendo protagonistas do processo.


Nessa modalidade, o maior papel do professor é mediar a criação do podcast, validar o conteúdo, o roteiro e o script. Discutindo antes da mídia estar pronta a melhor abordagem, a validade e a veracidade das informações e do conteúdo.


A maior preocupação é impedir que o resultado da criação do podcast seja frustrante, que o trabalho não seja recomendado e, principalmente, a responsabilidade com o conteúdo e com a verdade, de forma a estar alinhado com as competências 4 e 5 da BNCC:


Os ganhos são imensos: 1) sintetizar o conteúdo aprendido em áudio ajuda os alunos a elaborar melhor o conhecimento, enquanto trabalham na tarefa de traduzi-lo em uma linguagem simples e objetiva; 2) incentivar a atuação em equipe, já que o formato dos podcasts favorece o trabalho colaborativo, tanto nas etapas de pesquisa e apresentação, quanto nas de locução e veiculação.


A distribuição gratuita e livre também facilita o compartilhamento de conhecimentos e troca de ideias e pode funcionar como um mecanismo de gestão do conhecimento dentro da instituição de ensino ou aberto ao público.




Passo a Passo: planejando o seu podcast


1 – Defina o objetivo do seu podcast

Disponibilizar conteúdo para os alunos ou uma prática pedagógica que objetive a criação de um podcast junto com eles? Esse simples pergunta muda completamente a forma como o seu podcast deve ser pensado e planejado. E isso deve sempre nortear o seu planejamento para o podcast.


2 – Escolha os temas

A escolha dos temas deve sempre estar alinhada com o currículo escolar. Isso não é de nenhuma forma limitante, uma vez que possibilita diversas formas de interdisciplinaridade, seja utilizando um tema transversal como norteador da discussão e abre espaço para trabalhar diversas habilidades na própria construção do podcast.


3 – Escolha do formato e participantes

Quem são as pessoas que vão participar do podcast? Será uma mesa redonda? Uma entrevista com um professor com maior conhecimento sobre o tema? O professor deve responder essas perguntas ou instigar os alunos para que as respondam trabalhando juntos.


4 – Crie um roteiro e ensaie antes

A criação do roteiro do podcast é decisiva para que o formato dê certo. Mesmo num movimento de maior “improviso” como é o que naturalmente acontece em uma mesa redonda, o roteiro norteia a duração, os assuntos e ajuda os participantes a saberem o que fazer e melhor gerenciarem o tempo.


5 – Faça a gravação em ambientes com pouco barulho

O podcast tem a grande vantagem de ser relativamente simples, sendo assim, o único grande cuidado que se deve ter durante a gravação é a preocupação com espaços com pouco barulho e com poucas distrações.

No contexto do isolamento social, sabemos que as vezes pode parecer difícil encontrar um cantinho na casa menos barulhento, e as vezes uma boa alternativa pode ser o banheiro. O objetivo aqui é deixar o som o mais limpo possível, e percebe-se que o cuidado com o local da gravação possibilita que mesmo com um celular comum, se tenha uma qualidade de som boa.


6 – Editar a gravação

Após gravar o podcast, é preciso fazer a edição. Aproveitando os programas disponíveis ou mesmo os recursos do celular, os alunos podem aproveitar e retirar os trechos que não ficaram bons.



Sugestões de ferramentas


Audacity

O Audacity é uma ferramenta bem completa e conhecida para edição e gravação de arquivos de áudio. Por mais que a sua interface não seja das mais agradáveis, ele é relativamente simples em sua utilização: https://www.audacityteam.org/download/


Spreaker

O Site spreaker é uma ferramenta online para a criação, edição e publicação do podcast. Ele possui uma versão gratuita com limitações, mas é ótimo para o primeiro contato com o formato: https://www.spreaker.com/


Skype

Conhecido de muitos, o Skype é uma ferramenta para chamadas e vídeo chamadas bem completo. Para gravar um podcast você pode fazer uma chamada com todos os participantes e por meio dos próprios recursos do Skype ou do uso de ferramentas externas como o Skype call recording: https://voipcallrecording.com/


Soundcloud

O Soundcloud é o portal mais conhecido para distribuição e compartilhamento de áudio e podcasts. Depois de finalizado você pode usar a plataforma para subir o podcast e compartilhar com a comunidade escolar o resultado do seu trabalho: https://soundcloud.com/


Mãos a massa!




Professor Guilherme de Carvalho formou-se Tecnólogo em Jogos Digitais pela Fatec, de São Caetano do Sul, onde vocacionou seus interesses por tecnologia, desenvolvimento e ludicidade em paixão pela escola.


Hoje, leciona nos cursos técnicos de Desenvolvimento de Sistemas e Redes de Computadores.

0 visualização

Assine nossa newsletter e fique por dentro!

© 2019 por Apliqueducação.

CONTATO

WhatsApp: 11 99667 8051

E-mail: contato@apliqueducacao.com.br

  • LinkedIn ícone social
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram